Gestão de Qualidade em Tempo Real
Alimentos

Saiba a diferença entre segurança alimentar e segurança de alimentos


No primeiro momento parece que os termos segurança de alimentos e segurança alimentar significam a mesma coisa. Muitas vezes, os próprios profissionais do segmento de alimentação os utilizam como sinônimos. No entanto, estas duas expressões determinam conceitos diferentes. Saiba o que significa cada uma!

Segurança de alimentos

SEGURANÇA DE ALIMENTOS

A expressão “Segurança de Alimentos” vem do inglês “Food Safety” e refere-se à garantia da qualidade dos alimentos comercializados, desde as etapas de manipulação e preparo até o consumo destes. Ou seja, os mesmos são saudáveis, sem a presença de contaminantes químicos (como resíduos de agrotóxicos e metais pesados), físicos(partes de pedras e insetos, por exemplo) e biológicos (como bactérias), e não causam danos à saúde ou integridade do consumidor.

Devem ser implementados programas de gestão de qualidade e segurança de alimentos para garantir a comercialização de alimentos seguros. Todos os estabelecimentos que manipulam ou comercializam alimentos devem criar seu próprio Manual de Boas Práticas de Manipulação, contemplando as práticas de higiene que os manipuladores devem obedecer.

Isto é estabelecido pela Resolução de Diretoria Colegiada (RDC) nº 216, de 15 de setembro de 2004 (com alterações realizadas em 29 de setembro de 2014), da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), válida para todo o território brasileiro.

Perigos à saúde dos consumidores

PERIGOS À SAÚDE DOS CONSUMIDORES

Alimentos de qualidade duvidosa, manipulados, transportados e armazenados de forma incorreta, podem provocar mal-estar, intoxicação alimentar ou mesmo problemas mais sérios à saúde.

O intuito das Boas Práticas em Segurança de Alimentos é assegurar que a manipulação e o preparo dos alimentos sejam executados em boas condições higiênico-sanitárias, tornando-os seguros para o consumo.

Ou seja, não contaminados. Isto significa avaliar e selecionar as matérias-primas, fazer a higienização adequada dos utensílios, equipamentos e móveis, boa higiene dos manipuladores de alimentos, controle de pragas, entre outros, para evitar focos de contaminação nas cozinhas dos estabelecimentos e proteger a saúde dos consumidores.

Segurança alimentar

SEGURANÇA ALIMENTAR

O termo “Segurança Alimentar” vem do inglês “Food Security” e refere-se ao conceito de implantação de políticas públicas com o intuito de garantir a todas as pessoas, em todas as épocas e no mundo todo, o direito de acesso a alimentos em qualidade nutricional e quantidade apropriadas para uma vida saudável e ativa. As pessoas podem cultivar, produzir ou comprar os alimentos, sejam eles de origem vegetal ou animal.

As crises geradas pelas duas guerras mundiais, quando grande parte da Europa não tinha condições de produzir seu próprio alimento por estar devastada, fez com que surgisse o termo segurança alimentar. Segundo estatísticas da FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação), devido aos vários graus de pobreza, cerca de 2 bilhões de pessoas no mundo não têm acesso contínuo a alimentos. E destes, 852 milhões de pessoas estão na pobreza extrema e, por isto, sofrem de fome crônica.

A fim de promover a segurança alimentar e nutricional à população brasileira, em 1993 foi criado o Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA) no Brasil. Em 2003 teve início ao Programa Fome Zero, e no ano seguinte houve a criação do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). Em 2010 foi incluído na Constituição Federal o Direito Humano à Alimentação Adequada e foi instituída a Política Nacional da Segurança Alimentar e Nutricional pelo Decreto 7272.

Itens que garantem a segurança alimentar

ITENS QUE GARANTEM A SEGURANÇA ALIMENTAR

Para garantir a segurança alimentar mundial é preciso que haja a disponibilidade permanente dos alimentos e o acesso regular a todas as pessoas, que estes sejam de qualidade, assegurando uma rica fonte de nutrientes.

Sabia que condições climáticas e catástrofes naturais também podem afetar a segurança alimentar no mundo? A sustentabilidade é outro item importante uma vez que consiste na preservação do meio ambiente a fim de evitar a contaminação do solo e das águas dos rios e mares, o que pode prejudicar os alimentos.

Você entendeu a diferença entre os dois termos? Assim como a maioria das pessoas, achava que se referiam a mesma situação? Comente o que achou sobre o assunto!

CTA Sistema Trofitic Chef
Alimentos
Os registros de temperatura e limpeza para tomada de decisão
Alimentos
A carga horária ideal para o treinamento dos manipuladores de alimentos
Alimentos
Exames obrigatórios para manipuladores de alimentos